10 de May de 2022 -

CONFTAC reforça a necessidade de diálogo para a crise dos transportes

Diante do novo aumento de 8,8% no valor do diesel, anunciado nesta segunda-feira (09) pela Petrobras, a Confederação Nacional dos Caminhoneiros e Transportadores Autônomos de Bens e Cargas – CONFTAC reforça a necessidade de um debate entre todos os setores econômicos para se encontrar alternativas ao problema dos transportes. Somente em 2022, o diesel já registrou um aumento de 47%, somado à crescente de preços nos produtos de manutenção dos veículos que já ocorre há alguns anos. O Presidente da CONFTAC, André Costa, salienta que o agravamento da dificuldade do transportador autônomo já se nota na diminuição do movimento de cargas pesadas nas rodovias pelo país. Segundo ele, o momento é de conversar e debater soluções para evitar os reflexos que afetam toda a sociedade. “Precisamos construir uma nova ideia que seja possível para resolver a crise com o alto custo que existe hoje em contraste com a baixa remuneração. A CONFTAC defende mais uma vez que é necessário unir os setores da indústria e comércio, as confederações dos transportadores autônomos, a ANTT, entre outras instituições, para resolver essa questão em um grande pacto social”, afirma. No próximo dia 18, os representantes das entidades e setores econômicos já têm uma reunião marcada para debater temas relativos aos transportes. De acordo com André Costa, a expectativa é de que possam dialogar, unir forças e aproveitar a oportunidade para encontrar uma saída à crise.