12 de May de 2023 -

Caminhoneiro transporta casas inteiras há 45 anos no interior do Paraná

Algo raro nos centros urbanos é típico de cidades do interior do Paraná: o transporte de casas inteiras. Em Quarto Centenário, no centro-oeste do estado, José Ferraz, de 74 anos, trabalha com a atividade há 45 – e não pretende parar tão cedo.

No município de quase 11 mil habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), José é pioneiro nesse tipo de transporte.

Conhecido em todos os cantos por onde passa, José começou a trabalhar no ramo quando recebeu a proposta de um morador para levar uma casa de um terreno a outro.

“Eu fiquei nervoso e não sabia como fazer. Depois levei, deu certo com ajuda da pá carregadeira”, disse.

Ver uma casa inteira sendo levada por um caminhão é algo que chama atenção por vários cantos do Paraná.

Como funciona o transporte

 

Com 45 anos de experiência, José considera o procedimento para levantar uma casa inteira “simples e fácil”. Ele conta que precisa de pelo menos quatro ajudantes para realizar o trabalho.

Com auxílio de quatro macacos hidráulicos e várias camadas de madeiras, aos poucos a casa é levantada.

De acordo com a caminhoneiro, a maior parte dos transportes é de casas de pessoas que saem da área rural para o centro urbano.

Segundo o motorista, o transporte é seguro e não há perigo de a construção desabar no momento da retirada e na estrada. Porém, “precisa ter paciência”, afirma.

O caminhoneiro explica que a mudança custa, em média, R$ 5 mil para casas pequenas e pelo menos R$ 12 mil para casas maiores.

Para a atividade, ele usa um caminhão de 1976, comprado novo na época, e que suporta mais de 15 toneladas. O motorista afirma que nunca teve problema mecânico com o veículo desde a aquisição.

Autorização para realizar o serviço

 

De acordo com a Prefeitura de Quarto Centenário o transporte é permitido desde que seja solicitada autorização com antecedência.

Conforme o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), também é obrigatório solicitar a “Autorização Especial de Trânsito” pela internet.

Segundo o órgão, o transporte pode ser feito por: empresas de transportadoras, autônomos e por quem é dono da carga.

O motorista afirma que, antes de realizar o serviço, aciona as equipes policiais das rodovias para que realizem o acompanhamento de parte do percurso.

Amor pelo trabalho

 

Orgulhoso do trabalho que sustenta a familial há anos, José é referência para os filhos.

Com alegria o caminhoneiro recorda dos momentos em que os moradores param na rua para admirar a casa em cima do caminhão. “Fica cheio de gente dos dois lados da rua pra ver”, lembra.

A viagem mais longa feita por ele foi de 100 quilômetros, de Nova Aurora até Umuarama, no noroeste do estado.

FONTE: https://g1.globo.com/pr/norte-noroeste/noticia/2023/05/02/caminhoneiro-transporta-casas-inteiras-ha-45-anos-no-interior-do-parana-ja-puxei-mais-de-mil-casas.ghtml