31 de March de 2023 -

Ministro dos Transportes defende investimentos para diversificar modais

Em audiência conjunta das Comissões de Serviços de Infraestrutura (CI) e de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), o ministro dos Transportes, Renan Filho, defendeu investimentos público e privados para melhorar e ampliar os modais de mobilidade no país. Ele citou o “Plano dos 100 Dias” com investimentos de R$ 1,7 bilhão para retomar obras em rodovias e ferrovias em todo o país.

Transcrição
O MINISTRO DOS TRANSPORTES DEFENDEU A DIVERSIFICAÇÃO DE MODAIS PARA ACELERAR O CRESCIMENTO DO PAÍS. RENAN FILHO PARTICIPOU DE AUDIÊNCIA CONJUNTA DAS COMISSÕES DE INFRAESTRUTURA E DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES. Ao detalhar em audiência conjunta das Comissões de Infraestrutura e de Desenvolvimento Regional e Turismo o plano do governo sobre estruturação dos sistemas de mobilidade, o ministro dos Transportes, Renan Filho, defendeu investimentos públicos e privados para melhorar e ampliar os modais de deslocamento no país. Renan Filho citou um estudo da pasta que mostra que 66% da malha estão com avaliação regular, ruim ou péssima, o que dificulta o escoamento da produção agropecuária do Brasil. Ele também ressaltou que o Plano Nacional de Logística pretende aumentar de 15% para 40% a participação das ferrovias no modal brasileiro. Renan Filho disse ainda que o ministério lançou o “Plano dos 100 Dias” com investimentos de R$ 1,7 bilhão para retomar obras em rodovias e ferrovias em todo o país. “Que a gente possa construir um trabalho capaz de fazer o Brasil avançar, retomando investimentos, melhorando a qualidade de transportes no Brasil, garantindo inclusão, desenvolvimento regional e garantindo a integração nacional, que eu acho que é o papel principal do Ministério dos Transportes.” O presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional, senador Marcelo Castro, do MDB do Piauí, também citou a dificuldade dos produtores agrícolas para escoarem a produção. O Brasil está, embora tardiamente, olhando para os outros modais – hidroviário, ferroviário, portos, aeroportos -, o que já não era sem tempo. O país cresce celeremente na produção agropecuária, somos o terceiro maior produtor de grãos do mundo, o maior exportador, tem o Centro-Oeste todo aí que está produzindo cada vez mais e a gente precisa escoar esta produção de maneira mais célere.” Já o presidente da Comissão de Infraestrutura, Confúcio Moura, do MDB de Rondônia, defendeu a interação com o governo federal para sanar os problemas da infraestrutura no País. Trata-se de um tema vasto, variado, que atinge a vida de milhões de brasileiros e que ainda apresenta muitas deficiências. O diálogo que se abre hoje aqui tem como objetivo a colaboração entre os Poderes Executivo e Legislativo para que possamos encontrar soluções para as deficiências em benefício do nosso país.” O ministro dos Transportes, Renan Filho, ainda destacou temas como responsabilidade ambiental com as obras de infraestrutura. Da Rádio Senado, Iara Farias Borges.