27 de April de 2023 -

Pedágios estão obrigando caminhoneiros a comprovarem que estão vazios

Recentemente, diversas concessionárias pelo país adotaram um novo protocolo para comprovar que de fato, caminhões e carretas estão vazios durante a cobrança de pedágio.

O objetivo das concessionárias é evitar que motoristas, para não pagar a tarifa inteira de pedágio, trafeguem com os eixos suspensos enquanto estão carregados.

Segundo relatado pelos próprios motoristas, isso ocorre em duas ocasiões:

O primeiro motivo que pode levar o pedágio a pedir a comprovação que o veículo está vazio, é quando o motorista descarregou e a transportadora ainda não deu baixa no CTe: Conhecimento de Transporte eletrônico.

Com isso, o sistema da concessionária entende que ainda há carga no veículo. Caso os eixos do conjunto estejam suspensos, os funcionários são orientados a pedir para que o motorista mostre que o veículo está vazio.

Carretas 4° eixo

Desde que a nova resolução sobre as carretas 4° eixo entrou em vigor, os pedágios estão enfrentando dificuldades em fiscalizar a cobrança correta por eixo desses veículos.

Uma carreta LS convencional, em um cavalo mecânico 6×2 ou 6×4, possui um Peso Bruto Total (PBT) de 48,5 toneladas. Já na carreta com o 4° eixo, esse PBT aumenta para 58,5 toneladas,

Alguns caminhoneiros, ao passarem pelo pedágio, suspendem o 4° eixo, afirmando que o veículo está com apenas 48 toneladas de Peso Bruto Total (PBT) – relativo ao de uma carreta LS convencional. Desse modo, o condutor consegue pagar a tarifa com 1 eixo a menos.

Já outros motoristas, que de fato estão transportando apenas 48 toneladas, enfrentam dificuldades em explicar aos funcionários das concessionárias que apenas 3 eixos da carreta precisam estar no chão para aquele tipo de carga.

 

FONTE: https://jornalcaminhoneiro.com/pedagios-estao-obrigando-caminhoneiros-a-comprovarem-que-estao-vazios/