9 de June de 2023 -

Preço médio do frete por quilômetro rodado aumentou 5% em abril, aponta Repom

Dados do último Índice de Frete Repom (IFR) apontaram que o preço médio do frete por quilômetro rodado aumentou 5% em abril, quando comparado a março, e fechou o mês com média de R$ 8,36. Os dados são da Repom, marca especializada em soluções de gestão e pagamento de despesas para o mercado de transporte rodoviário de carga da Edenred Brasil, líder mundial em soluções transacionais para empresas, comerciantes e empregados.

“Neste ano, o preço médio do frete segue em alta que, no acumulado, já chega a 18%, ainda resultado da escalada da safra de grãos, o que impulsiona também os custos logísticos. No mesmo período do ano passado, o preço também seguia tendência de aumento, causado principalmente pelas frequentes altas no valor médio do litro do diesel”, destaca Vinicios Fernandes, diretor da Repom.

A fatia que corresponde ao diesel na composição do preço médio do frete caiu de 40,45%, registrada no consolidado de 2022, para 37,18%, nesses primeiros quatro meses de 2023, resultado da queda no valor do litro do combustível. “No fechamento de abril deste ano, tivemos um alívio no que diz respeito ao diesel, mas, além da safra, tivemos alta na fatia que corresponde aos juros, que aumentou de 10,36% no ano anterior para 11,06% neste ano, o que onera o setor e, como consequência, pressiona a margem de lucro dos caminhoneiros”, finaliza Fernandes.

O IFR é um índice do preço médio do frete e sua composição, levantado com base nas 8 milhões de transações anuais de frete e vale-pedágio administradas pela Repom. Marca da Edenred Brasil, a Repom é especializada em soluções tecnológicas de gestão e pagamento de despesas para o mercado de transporte rodoviário de carga e há 30 anos é líder no segmento de pagamento de frete e vale-pedágio, com mais de 1 milhão de caminhoneiros atendidos por suas soluções em todo o Brasil.

Foto: Agência Brasil

FONTE: https://www.revistacaminhoneiro.com.br/preco-medio-do-frete-por-quilometro-rodado-aumentou-5-em-abril-aponta-repom